Rio de Janeiro

7 igrejas incríveis no centro do Rio – O que fazer no Rio de Janeiro

0

O que fazer no Rio de Janeiro? Conheça 7 Igrejas incríveis no Rio de Janeiro! Passeando pelo Centro da cidade do Rio de Janeiro você vai encontrar mais de uma dezena de igrejas da época da Colônia e do Império; cada uma com sua história, com seu estilo, com sua beleza.

Este é um roteiro muito pouco explorado que você pode fazer a pé e vai além das igrejas popularmente conhecidas. Você vai sair da rota turística, se encantar e se sentir um pouco mais carioca.

O roteiro pelas igrejas do Centro do Rio de Janeiro

Este é um roteiro das 7 igrejas mais incríveis do centro do Rio de Janeiro, para ser feito a pé, preferencialmente na parte da manhã quando é possível encontrá-las abertas. Focando somente em conhecer as igrejas, é possível visitar todas em uma manhã. Neste roteiro, você vai conhecer as seguintes igrejas:

Conheça um pouquinho de cada igreja, abaixo:

1. Igreja de São Francisco da Penitência (Convento Santo Antônio)

Nós já visitamos inúmeras igrejas durante todas as nossas viagens, mas nunca uma nos tocou tanto quanto a Igreja de São Francisco da Penitência. Chamar de linda, acho que é pouco para tamanho deslumbre, é de tirar o fôlego, fazer o coração bater mais forte e encher os olhos d’água.

O que fazer no Rio de Janeiro: A belíssima Igreja de São Francisco da Penitência pode passar despercebida por quem passa pelo Largo da Carioca.

O que fazer no Rio de Janeiro: A belíssima Igreja de São Francisco da Penitência pode passar despercebida por quem passa pelo Largo da Carioca.

No alto do Morro de Santo Antônio, no Largo da Carioca, está o Convento de Santo Antônio que junto com a vizinha Igreja da Ordem Terceira de São Francisco da Penitência, formam um dos mais antigos conjuntos coloniais remanescentes no Rio de Janeiro.

A história do convento tem início em 1592, data em que chegaram ao Rio de Janeiro os primeiros frades franciscanos. Em 1607, foi-lhes concedida a posse do morro, no qual começaram a construir o convento em 1608. A primeira missa foi rezada em 1615.

Quem passa no Largo da Carioca e vê a fachada simples do convento Santo Antônio, não imagina que ele guarda tamanha beleza. A igreja de São Francisco da Penitência possui detalhes barrocos, entalhada em cedro e revestida de folhas de ouro. Sua obra foi concluída em 1772.

No Convento de Santo Antônio, além da Igreja de São Francisco da Penitência, você encontra a Igreja de Santo Antônio que é bem simples, pequena e atualmente está passando por reformas, mas ainda sim acontecem missas de hora em hora na parte da manhã.

  • Dias e horários de funcionamento:  Terça à Sexta-feira: de 09h às 12h e de 13h às 16h.
  • Valor do ingresso: R$ 10,00 por pessoa para visitar a igreja e o Museu Sacro Franciscano
  • Como chegar: Rua da Carioca, s/n – Centro, Rio de Janeiro – RJ. [ver no Google Maps]
  • Entre em contato:  www.museusacrofranciscano.org.br ou (21) 2262-0197

2. Igreja de Nossa Senhora de Montserrat (Mosteiro de São Bento)

Fundado em 1590 por monges vindos da Bahia, o Mosteiro de São Bento foi construído a pedido dos próprios habitantes da recém-fundada cidade de São Sebastião. A obra da Igreja começou em 1633 e terminou em 1671.

Mosteiro São Bento: no coração do Rio de Janeiro

Mosteiro São Bento: no coração do Rio de Janeiro

A igreja é lindíssima toda em talha dourada que  mistura o estilo Barroco e Rococó.

  • Dias e horários de funcionamento:  Diariamente de 06h30 às 18h30
  • Valor do ingresso: Gratuito
  • Como chegar: Rua Dom Gerardo, 40 – Centro, Rio de Janeiro – RJ. [ver no Google Maps]
  • Entre em contato:  www.mosteirodesaobentorio.org.br ou (21) 2206-8100

3. Igreja de São Francisco de Paula

A Igreja de São Francisco de Paula é linda, apaixonante, um verdadeiro achado que dá vontade de ficar contemplando.

Igreja São Francisco de Paula: Luzes a partir de 11h

Igreja São Francisco de Paula: Luzes a partir de 11h

Seu interior é todo no estilo neo-barroco, cheio de detalhes; uma arquitetura impecável.

A construção da Igreja de São Francisco de Paula foi iniciada em 1759 por iniciativa irmãos da Ordem Terceira dos Mínimos de São Francisco de Paula, concluída em 1801, mas só inaugurada em 1861.

  • Dias e horários de funcionamento: Segunda a sexta de 8h às 19h (missa às 12h). Sábados de 9h às  17h e Domingos de 9h às 12h (missa às 11h).
  • Valor do ingresso: Gratuito
  • Como chegar: Largo São Francisco de Paula, 13 – Centro, Rio de Janeiro – RJ. [ver no Google Maps]
  • Entre em contato:  www.saofranciscopaula.com.br ou (21) 2509-0068

4. Igreja de Nossa Senhora do Carmo da Antiga Sé

A Igreja de Nossa Senhora do Carmo da Antiga Sé já teve a condição de Catedral, antes de ser construída a atual Catedral Metropolitana do Rio de Janeiro, por isso a nomenclatura “Antiga Sé”. É uma bela obra de 1761, toda com talha em branco e dourado no estilo Rococó.

Um igreja marcada por diversos acontecimentos importantes, como por exemplo: casamentos de membros da Corte Portuguesa e da Família Imperial; a coroação de D.Pedro I e II como imperadores e o batizado da Princesa Isabel.

  • Dias e horários de funcionamento: Segunda a sexta de 8h às 16h30. Sábados de 9h às  12h (somente com visita guiada).
  • Valor do ingresso: R$ 5,00 (visita guiada a igreja e ao Museu do Sítio Arqueológico). Durante a semana a visitação a igreja é gratuita.
  • Como chegar: Rua Sete de Setembro, 14 – Centro, Rio de Janeiro – RJ. [ver no Google Maps]
  • Entre em contato: www.antigase.com.br ou (21) 2242-7766

5. Igreja de Nossa Senhora da Candelária

Conhecida pelos casamentos luxuosos que são realizados por lá, a Igreja da Candelária é uma velha conhecida do Carioca por ficar entre as movimentadas avenidas(Presidente Vargas e Rio Branco) e por ser a maior igreja do Centro do Rio de Janeiro.

O nome da igreja tem uma origem não comprovada historicamente. Conta a lenda que, no início do século 17, uma tempestade quase teria provocado o naufrágio de um navio espanhol chamado Candelária, onde estavam os capitães Antônio Martins Palma e Leonor Gonçalves. O casal teria feito uma promessa de edificar uma ermida dedicada à Nossa Senhora da Candelária caso escapasse com vida. Cumprindo a promessa, na chegada ao Rio de Janeiro, por volta de 1609, cuidaram de construir uma pequena capela no local onde atualmente fica a igreja.

  • Dias e horários de funcionamento:  Segunda a Sexta de 7h30 às 15h50; Sábado de 9h às 12h e Domingo das 9h às 13h.
  • Valor do ingresso: Gratuito
  • Como chegar: Praça Pio X, s/n – Centro, Rio de Janeiro – RJ. [ver no Google Maps]
  • Entre em contato:  www.mapadecultura.rj.gov.br ou (21) 2233-2324

6. Catedral de São Sebastião do Rio de Janeiro

A Catedral de São Sebastião ou Catedral Metropolitana é o maior templo da Religião Católica no Rio de Janeiro. Sua inauguração oficial ocorreu em 15 de agosto de 1979. Ela possui capacidade para abrigar 20 mil pessoas em pé e 5 mil sentadas.

Sua construção em concreto e formato de cone, traz um ar de modernidade para essa imponente catedral e no seu interior os lindos vitrais dão um toque especial, a essa obra com 75 metros de altura externa.

  • Dias e horários de funcionamento:  Diariamente de 07h às 17h.
  • Valor do ingresso: Gratuito
  • Como chegar: Av. Chile, 245 – Centro, Rio de Janeiro – RJ. [ver no Google Maps]
  • Entre em contato:  www.catedral.com.br ou (21) 2240-2669

7. Catedral Presbiteriana do Rio de Janeiro

Se você gosta de visitar igreja com estilo diferente, conheça a Catedral Presbiteriana do Rio de Janeiro, que possui um estilo neogótico e teve seu projeto inspirado na Catedral de Saint-Pierre em Genebra.

A igreja é patrimônio da cidade do Rio de Janeiro e completou 150 anos em 2012.

  • Dias e horários de funcionamento:  Diariamente de 08h às 19h.
  • Valor do ingresso: Gratuito
  • Como chegar: Rua Silva Jardim, 23 – Centro – Rio de Janeiro – RJ. [ver no Google Maps]
  • Entre em contato:  www.catedralrio.org.br ou (21) 2262-2330

As Igrejas do Centro do Rio de Janeiro têm muita história para contar e pela correria do dia a dia passam despercebidas pelos cariocas que por lá circulam, sem conseguir um tempinho para olhar mais de perto tamanha beleza e simbolismo. Nós mesmos não conhecíamos todas as citadas, mas ficamos completamente encantados com tudo que vimos e descobrimos sobre elas.

Como toda cidade grande é preciso estar atento a todo momento; por isso, evite ficar andando com câmeras ou celulares expostos; andar nesses endereços a noite e entrar em ruas desertas. Dê preferência a visitar as igrejas entre 09hs e 12hs, pois a possibilidade de encontrá-las aberta é maior.

Viaje, click e conte pra gente como foi!

Compartilhe

Sobre o autor

Deixe seu comentário